skip to Main Content
Contabilidade Para Escolas Particulares

Contabilidade para escolas particulares: a melhor ferramenta para o negócio crescer

Sabia que essa ferramenta pode alavancar o seu negócio?

Fazer a gestão financeira de uma escola não é nada fácil. É preciso lidar com diversas pessoas, as funções de cada um ali – que muitas vezes se misturam – e uma série de outros problemas que podem acontecer no dia a dia. Outro problema que os gestores enfrentam é quanto à contabilidade para escolas particulares.

Qual a importância da contabilidade para escolas particulares?

É comum encontrar pessoas que acham essa tarefa complicadíssima, especialmente aqueles que não gostam muito de lidar com números. Mas fazer a contabilidade de qualquer negócio é extremamente necessário. Afinal de contas, você precisa saber tudo o que sai e tudo o que entra, qual o custo de manter aquele estabelecimento e se realmente vale a pena.

Além disso, há inúmeras vantagens em realizar esse tipo de procedimento: a chance de erros diminui, a gestão fica menos complicada e há uma visão mais ampla sobre o patrimônio que você possui.

Quer saber como fazer a contabilidade da sua escola sem complicações? Então veja as dicas que preparamos abaixo!

Como fazer contabilidade para escolas particulares

1. Faça um fluxo de caixa

Mas o que é o fluxo de caixa? É nada mais que ter um controle financeiro de todas as movimentações que ocorrem na sua escola: matrículas, pagamentos de funcionário, compras de materiais como carteiras e computadores, gastos com produtos de manutenção, entre outros.

O ideal é ter todas as entradas e saídas da forma mais detalhada possível para que você possa analisar o seu negócio por semana, por mês ou pelo período que achar necessário. A partir disso, é possível estabelecer um boa gestão financeira.

2. Guarde todos os documentos

Ser organizado e criterioso quanto ao arquivamento e armazenamento das documentações é essencial para não haver dor de cabeça no futuro.

Arquive em pastas separadas os comprovantes de pagamento de salários, boletos pagos, contas de água e de luz, notas fiscais de produtos comprados, impostos pagos e toda a papelada que vai te ajudar a diminuir muita burocracia em alguns momentos, como na declaração do imposto de renda.

3. Veja a escola como um negócio

Esse é outro ponto que muitos gestores esquecem. A escola é um negócio, uma empresa como qualquer outra, que tem custos e também tem lucros e, portanto, deve ser tratada como uma.

Assim, tenha a visão de um empresário. Identifique qual é o momento de investir e tenha uma mente empreendedora. Por exemplo, investir no marketing digital e criar um site para a sua escola pode ser uma ótima forma de conseguir mais alunos.

4. Anote tudo

Você pode fazer isso na boa e velha agenda de papel ou pode usar softwares e aplicativos para anotar todos os prazos de pagamentos e recebimentos.

Isso evita uma série de gastos extras como os juros e as taxas que você paga quando esquece de quitar alguma fatura ou boleto. O ideal é anotar como se fosse vencer um dia antes para não ficar a mercê dos imprevistos. Por exemplo, se uma fatura vence dia 30, melhor anotar dia 29. Assim, você ganha tempo e não corre o risco de pagar multas.

Gostou de saber um pouco mais sobre contabilidade para escolas particulares? Compartilhe essas dicas nas redes sociais e leve boa informação para os amigos!

Aproveite e descubra como melhorar a relação entre pais de alunos e a sua instituição de ensino.

Em caso de dúvidas, entre em contato com a Tecbras! Somos uma empresa contábil especializada em instituições de ensino, e estamos dispostos a aprender com você e ensiná-lo todas as dicas para aprimorar a sua gestão administrativa e financeira!

Vamos conversar?

Sucesso e um forte abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
Buscar